Cioeste firma parceria com a Área Metropolitana de Barcelona

Screenshot_20170503-093223

No último dia 21 de abril, o Cioeste (Consórcio Intermunicipal da Região Oeste Metropolitana de São Paulo) firmou um acordo de cooperação inédito com a AMB (Área Metropolitana de Barcelona), para trocas de experiências em vistas a buscar o aperfeiçoamento da governança metropolitana, assim como compartilhamento de expertise em relação a projetos e programas das duas regiões.

A Área Metropolitana de Barcelona, conhecida também como Grande Barcelona, é uma entidade territorial administrada sob o princípio de municipalidade metropolitana. Formada por Barcelona e 35 municípios adjacentes ao redor da cidade, apresenta uma população de 3.239.337 habitantes, de acordo com dados do Idescat (Instituto de Estatística da Catalunha) de 2014.

O presidente do Cioeste, Elvis Leonardo Cezar, assinou o acordo junto ao vice-presidente da AMB. Durante a consolidação da parceria, Elvis afirmou que, em visita à Barcelona, a equipe do Cioeste teve a oportunidade de conhecer experiências avançadas em toda a região metropolitana da cidade e reforçou que o objetivo do acordo é possibilitar uma troca de experiências entre as iniciativas do Cioeste na região Oeste de São Paulo e a AMB.

“Vamos tentar fornecer alguma expertise da nossa região metropolitana, do nosso consórcio, da região metropolitana Oeste, fazendo esse acordo em que as regiões metropolitanas e o consórcio terão reciprocidade de cooperação, de conhecimento, de tecnologia, enfim, de tudo que possa melhorar a qualidade de vida do nosso povo”, afirmou o presidente do Cioeste.

A atuação da AMB é focada em três âmbitos: ordenação do território, urbanismo e infraestruturas de interesse metropolitano. Nestas frentes, a Área Metropolitana de Barcelona está envolvida em uma série de planos e projetos. Exemplos são seu papel na formulação e aprovação inicial e provisória dos programas de atuação urbanística plurimunicipais, assim como a cooperação e assistência técnica que oferece aos municípios em termos de planejamento, programas de ação, projetos e obras e disciplina urbanística.