Prefeitos buscam a viabilização de obras na Castello Branco

rodovia-735x400

Um levantamento da CCR Viaoeste apontou que 2,5 milhões de pessoas utilizam a Rodovia Castello Branco todos os dias para ir ao trabalho, estudar ou se deslocar para atividades de lazer. Outra via que apresenta um volume intenso de tráfego é a Raposo Tavares, por onde passam mais de 185 mil veículos diariamente. O principal desafio do Cioeste (Consórcio Intermunicipal da Região Oeste Metropolitana de São Paulo) é buscar novos investimentos, inclusive junto ao Governo do Estado de São Paulo, para tornar mais fluido o tráfego regionalmente.

Entre as propostas do consórcio para melhorar a estrutura viária da região, está a extensão das marginais da Rodovia Castello Branco – dos quilômetros 23 ao 27 -, com pontes, trevos e novo acesso para Osasco. A finalidade do projeto é gerar maior fluidez no trânsito e impulsionar o desenvolvimento sustentável dos municípios.

Desta forma, uma das metas do Cioeste diz respeito ao desenvolvimento de um plano regional integrado de mobilidade urbana. Para torná-lo possível, pautas relacionadas a questões como trânsito e transporte são sempre discutidas prioritariamente, de modo que tracemos soluções para reduzir o congestionamento e privilegiar a circulação de veículos e pedestres.

O Cioeste é formado por dez municípios (Araçariguama, Barueri, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Jandira, Osasco, Pirapora do Bom Jesus, Santana de Parnaíba e Vargem Grande Paulista) e acredita que investir em mobilidade é imprescindível para desenvolver seu potencial socieconômico.

Fonte: Revista do Cioeste