Sem título

Investimentos privados são caminhos para diminuir acidentes nas estradas

BARUERI, SP (FOLHAPRESS) – Investimento privado para fazer manutenção de alto nível das rodovias brasileiras e trazer o melhor da tecnologia com novos dispositivos de segurança são caminhos para a diminuição dos acidentes nas estradas, que matam milhares de pessoas no país todos os anos.

O assunto foi tema de um dos debates no 2º fórum Segurança no Trânsito, promovido pela Folha de S.Paulo nesta segunda-feira (11), no auditório do Centro Comercial Alphaville, em Barueri. O evento contou com o patrocínio da CCR, Ambev, Pirelli, Uber e Anfavea (associação dos fabricantes de veículos).

Para Paulo Rangel, presidente da CCR Via Oeste, consórcio que administra o Sistema Castello-Raposo, principal via de ligação entre a capital e o oeste paulista, o papel das empresas privadas nesse setor é essencial.

Ele conta que a rodovia Castello Branco, há 20 anos sob gestão da CCR, recebeu obras de duplicação da pista, sinalização e reparo de acostamentos, que geraram redução de 64% de mortes e 29% de acidentes desde o início da concessão.

A implantação de uma central de monitoramento de acidentes foi um dos fatores que contribuiu para a melhoria, segundo Rangel. “A concessão garantiu a aplicação de recursos nas estradas. Evidentemente, as privatizações remuneram os acionistas, mas os consórcios são obrigados a investir, o que o poder público não fazia”, afirma.

Segundo dados da Confederação Nacional dos Transportes, divulgados em 2017, das 20 melhores rodovias do país, 19 estão sob gestão privada, todas elas em São Paulo.

Mesmo assim, a fiscalização por parte dos estados não deixa de ser fundamental para a manutenção das rodovias, segundo o presidente da CCR. Ele explica que, em São Paulo, ela é feita por uma agência reguladora, de acordo com os indicadores existentes no contrato.

“Temos indicado, por exemplo, que devemos ter ‘buraco zero’. Se somos notificados do aparecimento de um, temos que tapá-lo em 24 horas”, diz Rangel. “E a concessionária tem de estar preparada para isso na sua operação diária.”

Para ele, as concessionárias ainda devem se preparar para o uso de certas tecnologias no trânsito, como a automatização dos veículos.

“As rodovias precisam ser muito mais inteligentes para que isso aconteça. Enquanto isso não chega, estamos trabalhando com outras inovações mais simples, como motos de socorro mecânico, que podem chegar mais rapidamente ao local do acidente.”

Elvis Cezar, prefeito de Santana de Parnaíba (SP) e presidente do Cioeste (Consórcio Intermunicipal da Região Oeste Metropolitana de São Paulo), aponta também a importância da identificação dos pontos críticos nas estradas para a prevenção de acidentes. “São sempre onde pode haver um aumento da velocidade ou pontos com falhas de sinalização. Como eles geram uma falsa segurança para o motorista, causam muitos acidentes.”

Diretor-geral da Pirelli, Roberto Falkenstein explicou que a qualidade dos pneus é essencial para garantir a segurança viária. “Como é o único elemento que temos entre o carro e o solo, precisamos de perfeita comunicação para que o veículo responda às decisões certas na estrada.”

Roberto defendeu a obrigatoriedade do uso de dispositivos de segurança, como freios ABS e airbags, e comparou a condição dos pneus brasileiros à dos importados da Ásia, comuns no mercado nacional. “Nossos pneus são feitos de acordo com o nosso clima e jeito de dirigir. Alguns desses pneus importados tiveram desempenho inferior no quesito frenagem, por exemplo.”

Clique aqui e confira a reportagem completa.

cioestee

Atuação do Cioeste na Região Metropolitana de São Paulo é destaque na Revista Brasil+

As múltiplas frentes de atuação dos consórcios públicos e a expansão destas associações entre cidades no Brasil ao longo dos anos foram tratados em uma reportagem da nova edição da Revista Brasil+, publicação semestral do Movimento Brasil Competitivo que é distribuída em todo o território nacional. O Cioeste (Consórcio Intermunicipal da Região Oeste Metropolitana de São Paulo) é uma das entidades destacadas na reportagem.

A escolha de abordar a atuação do Cioeste em uma publicação como esta, que se propõe a estabelecer exemplos para a gestão pública nacional, mostra um reconhecimento pelo trabalho de modernização na gestão local realizado pelo consórcio na Região Oeste Metropolitana de São Paulo desde 2013.

A finalidade do Movimento Brasil Competitivo é engajar setores diversos no país a abraçarem o desafio de buscar a excelência tanto na gestão pública quanto na privada e, deste modo, melhorar a competitividade brasileira frente a mercados internacionais. A organização tem o apoio de grandes empresas do país, como Embraer, Fiat, Intel, Gerdau, Infraero e Grupo Globo.

A Revista Brasil+, portanto, é um dos meios desta entidade empresarial alcançar empresários e gestores públicos nacionalmente e apresentar modelos organizacionais de gestão que têm sido bem-sucedidos no país.

O Movimento Brasil Competitivo, que esteve à frente de uma série de iniciativas na última década, possui projetos nas áreas da administração pública e privada e de inovação. Um exemplo é o Programa Modernizando a Gestão Pública, iniciativa cujo objetivo é realizar um intercâmbio da expertise em gestão do setor privado para a administração pública brasileira.

Otimizando métodos de gestão e reestruturando processos, de forma a aprimorar a administração pública, o programa já foi implementado em 17 estados, 14 municípios, sete ministérios, além de secretarias da Presidência da República e órgãos do poder judiciário.

Leia a reportagem completa da Revista Brasil+, que, ao tratar sobre a relevância dos consórcios públicos no Brasil , traz como exemplos consórcios de diferentes portes e linhas de atuação, como o Civap (Consórcio Intermunicipal do Vale do Paranapanema), o BrC (Consórcio Brasil Central) e o Cioeste.

16864314_1519325741434200_3960727155143894417_n

Campanha #StrikeAedes foi destaque no Catraca Livre

Realizada pelo Cioeste, a campanha #StrikeAedes foi lançada em novembro de 2016 com a finalidade de estimular o engajamento dos jovens no combate ao mosquito Aedes aegypti, especialmente nas cidades que integram o consórcio intermunicipal.

Para isso, a campanha lançou um game para smartphones, que consiste em um quiz educativo com mais de mil perguntas sobre história, geografia, ciências, saúde e questões relacionadas ao mosquito Aedes aegypti e às doenças transmitidas pelo inseto. A iniciativa de criar o game e premiar semanalmente os jogadores – moradores dos municípios do Cioeste – que mais pontuam na brincadeira foi divulgada pelo Catraca Livre.

catraca livre

 

O portal Ao Quadrado, do Catraca Livre, explicou que a campanha premia os jogadores mais bem ranqueados no jogo com ingressos para cinema e que o aplicativo do game está disponível para Android e iOS.

Confira a matéria completa e baixe agora mesmo o game #StrikeAedes. Você pode desafiar os amigos e se divertir enquanto aprende a combater o Aedes aegypti.

Matéria – Catraca Livre

 

 

 

16830706_1519323701434404_7357275264425587801_n

Portal da Band aborda campanha #StrikeAedes em matéria

O Portal da Band fez uma matéria em que destaca a campanha #StrikeAedes, realizada pelo Cioeste. A publicação explica que o objetivo da iniciativa é envolver jovens em idade escolar no combate ao mosquito Aedes aegypti, além de apresentar o game lançado pela campanha, que consiste em um quiz cultural com questões relacionadas tanto a conhecimentos gerais quanto à luta contra o inseto.

band

A matéria ainda pontuou que a iniciativa do Cioeste acontece em um momento em que o país vive epidemias das três doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti (dengue, zika e chikungunya). Contudo, acentuou que as ações de combate ao inseto têm potencial para reduzir a incidência das doenças por meio da disseminação de informações.

Leia a matéria na íntegra e baixe o game #StrikeAedes a partir do Google Play ou da App Store. Além de combater o Aedes aegypti, você ainda pode ganhar prêmios caso se destaque no ranking do jogo.

Matéria – Portal da Band

Campanha Strike Aedes relaizada pelo Cioeste

Cioeste lança campanha de combate ao Aedes aegypti

Com a chegada das chuvas, surge o período em que o Aedes aegypti – inseto transmissor de doenças como dengue, zika e chikungunya – mais se prolifera. Por isso, o Cioeste está lançando a campanha #StrikeAedes, que tem como objetivo promover o engajamento da população para conter o mosquito e as doenças disseminadas por ele.
Para incentivar os jovens a participarem do combate contra o A. aegypti, a campanha vai levar esta mobilização também para o universo digital, a partir de um aplicativo de game que pode ser baixado no Google Play e Apple Store. E quem entrar no jogo ainda pode concorrer a prêmios, desde que seja morador de um dos oito municípios que integram o Cioeste (Santana de Parnaíba, Barueri, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Jandira, Pirapora de Bom Jesus e Osasco).
Algumas personalidades conhecidas na internet irão fazer parte da campanha e participar do game. São elas Ed Castro e Leo Filomeno, do blog “Manual do Homem Moderno”; Dudu Sales, do blog “Papo de Gordo”; Marchwill e Nannetti, que tocam o canal “Loop Infinito”, no YouTube; e Caio Komatsu, do canal “Fail Wars”.
A campanha contará também com ações semanais de divulgação, além de contests de fotos. Acompanhe as redes sociais do Cioeste e do #StrikeAedes e fique por dentro das novidades.
Elvis Cezar assinando o acordo de parceria inédito

Cioeste participa da Cumbre de Mercociudades

De 23 de novembro a 25 de novembro nossa equipe esteve na Cumbre de Mercociudades em Santa Fé ,na Argentina. Representando o Cioeste, o Prefeito de Santana de Parnaíba, Elvis Cezar, participou de entrevistas e reuniões importantes junto ao conselho deste evento. Foi assinado também um acordo de cooperação inédito entre o Mercociudades e o Cioeste. Além disso, a cidade de Santana de Parnaíba foi eleita para a coordenação do comitê de fomento de negócios e para ocupar o conselho do Mercociudades.

Prefeito de Santana de Parnaíba Elvis Cezar assinando o acordo de parceria inédito entre o Mercociudades e o Cioeste.
Prefeito de Santana de Parnaíba Elvis Cezar assinando o acordo de parceria inédito entre o Mercociudades e o Cioeste.

O XXI Cumbre Mercociudades teve o tema principal “Construindo sociedades resilientes no âmbito da integração regional”, além de ter a passagem da Rede de São Paulo para Santa Fé. O Prefeito José Corral será o responsável por nortear os objetivos e responsabilidades do órgão em 2017.

Confira como foi:

projeto-regional-de-producao-de-biodiesel

Sustentabilidade norteia ações do Cioeste

O Consórcio Intermunicipal da Região Oeste (Cioeste) é um bloco formado pelas cidades de Jandira, Barueri, Osasco, Santana de Parnaíba, Itapevi, Pirapora do Bom Jesus, Carapicuíba e Cotia, e tem se norteado para reduzir o impacto que a poluição tem na região e prever as consequências do aquecimento global na região.

Integrantes da comissão do Cioeste participaram, a convite do Programa de Desenvolvimento da Comunidade Econômica Europeia, de um evento internacional para estudar alternativas limpas de energia – como a missão voltada para a pesquisa da realidade do biodiesel, que aconteceu em julho, em Portugal e Inglaterra.

Isso potencializará a instalações de valorização de resíduos e de produção de biodiesel a partir de óleos alimentares usados.

Localmente o bloco está capacitando cerca de 50 funcionários para desenvolver a municipalização de licenciamento ambiental.

A ação agilizará processos de licenciamento ambiental na região, diminuindo o tempo de espera para obter documentação necessária para inicio de atividades e projetos.

Também de olho no futuro, o Cioeste recebeu esta semana representantes do Companhia Andina de Fomento para avaliar o Índice de Vulnerabilidade Climática na região e os impactos sociais e ambientais.

Com base nos resultados, o bloco poderá traçar planos para prevenir ou minimizar prejuízos locais.

Fonte: Sustentabilidade norteia ações do Cioeste | Revista Circuito http://www.revistacircuito.com/?p=16843

novoescritorio

Cioeste inaugura sede em Barueri

Nesta quinta-feira (30/5), o deputado Marcio Camargo (PSC) participou da inauguração da sede do Consórcio Intermunicipal da Região Oeste Metropolitana de São Paulo (Cioeste), em Barueri. O evento contou com a presença dos representantes das oito cidades integrantes do consórcio: Barueri, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Jandira, Osasco, Pirapora do Bom Jesus e Santana de Parnaíba.

O prefeito de Cotia, Carlão Camargo, atual presidente do Cioeste, falou sobre a importância da união dos municípios em prol de melhorias para a Região Metropolitana de São Paulo e frisou alguns benefícios que serão implantados nos próximos meses. O vice-prefeito Moisezinho também destacou a importância do consórcio.

Representando o governo do Estado, Camargo lembrou ter acompanhado a criação do consórcio quando estava na administração municipal de Cotia e destacou sua colaboração como deputado. “Nós, parlamentares, participamos em conjunto com os prefeitos dos oito municípios para garantir maiores investimentos para a região metropolitana”, disse. O deputado Igor Soares (PTN) também participou do evento.

O presidente da Câmara de Vereadores de Cotia, Sérgio Folha, falou em nome do Poder Legislativo da cidade. A coordenadora em Defesa das Mulheres do Consórcio, Sonia Rainho, agradeceu o espaço dado para as mulheres em condições de vulnerabilidade.

 

Fonte: http://al.sp.gov.br/noticia/?id=372085

vereadores

Consórcio amplia diálogo com vereadores

Prefeitos das cidades que formam o Consórcio Intermunicipal da Região Oeste (Cioeste) se reuniram com presidentes das Câmaras Municipais e líderes dos prefeitos nas Casas nesta quinta-feira, 25, para discutir a ampliação do diálogo entre o Consórcio e o Legislativo dos municípios da região.

“Estamos de portas abertas para receber os parlamentares”, diz Lapas

“Queremos ampliar a atuação, abrindo espaço para o Legislativo e sociedade discutirem projetos e trabalhar de forma unificada para ganhar força política em prol da região. A ideia é ampliar a participação com o apoio das Câmaras, trabalhadores e entidades patronais que promovem o diálogo com a sociedade”, afirmou o prefeito de Osasco, Jorge Lapas (PT), presidente do Cioeste.
O Cioeste levará às Câmaras uma prestação de contas do consórcio, criado em 2013. As Casas de Leis de Osasco, Carapicuíba, Cotia e Itapevi devem receber a equipe técnica do Cioeste para apresentar os projetos em andamento e discutir sugestões de propostas conjuntas.
“Avançamos muito na conquista de melhorias para a região, envolvendo o governo do estado, com apoio dos deputados de diversos partidos que somam forças com o Cioeste e estamos de portas abertas para receber os parlamentares”, declarou Lapas.
Participantes
Além do prefeito de Osasco, que é presidente do consórcio, participaram da reunião os prefeitos Carlos Camargo (Cotia), Jaci Tadeu (Itapevi), Gregório Maglio, representado pelo secretário de Cultura e Turismo, Ronaldo Soares (Pirapora do Bom Jesus), Elvis Cezar (Santana de Parnaíba), os presidentes das Câmaras de Osasco (Jair Asaf), Carapicuíba (Abraão Júnior), Cotia (Sérgio Folha) e Itapevi (Júlio César Portela) e líderes dos prefeitos de Cotia (Rogério Franco), Itapevi ( Alexandre Rodrigues) e Osasco (Aluísio Pinheiro).

Perda de receita preocupa prefeitos

Um levantamento realizado pelo Cioeste apresentado nesta quinta-feira, 25, aponta que as prefeituras das cidades que formam o consórcio intermunicipal perderam, juntas, R$ 430 milhões em receita nos primeiros quatro meses desse ano.
Durante encontro com vereadores, os prefeitos destacaram a importância do aumento da participação dos parlamentares junto ao Cioeste para buscar alternativas para amenizar os impactos da queda de receita no orçamento. “O caminho é a união para conquistarmos o necessário para as nossas cidades, que têm problemas comuns e sofrem com a perda de receita”, disse o prefeito de Itapevi, Jaci Tadeu.

Fonte: Consórcio amplia diálogo com vereadores – Visão Oeste http://www.visaooeste.com.br/consorcio-amplia-dialogo-com-vereadores/

imagpadrao

Região do CIOESTE: perspectivas promissoras para o comércio exterior.

Uma das iniciativas mais interessantes e republicanas, das muitas que vi por essas bandas, é a criação do CIOESTE que engloba as sete cidades da Região Oeste (Barueri, Carapicuíba, Itapevi, Jandira, Osasco, Pirapora do Bom Jesus, Santana de Parnaíba) e Cotia. A criação do Consórcio passa pelo diagnóstico de que há problemas regionais que devem ser pensados e resolvidos em conjunto, as soluções não são simples nem individuais, a conjunção de esforços para o desenvolvimento, não é tarefa para um só município. É aquela velha e, muitas vezes, esquecida máxima: unidos somos fortes!

Com este mesmo pensamento, em outro patamar, ainda não institucional, foi criado o CICERO – Comitê de Incentivo ao Comércio Exterior da Região Oeste, que inclusive se propõe a ser a câmara temática de Comércio Exterior do CIOESTE. E, se me permitem a indiscrição, propositura que conta com a simpatia do prefeito de Osasco, Jorge Lapas.

O objetivo explicito do CICERO (que sendo aberto, reúne atualmente  ACEO, Prefeitura de Osasco, Sebrae, Ciesp-Castelo, Unifieo/Comércio Exterior, America Comex e Comex Connect)  é a criação de uma nova cultura na região, em particular,  para as pequenas e médias empresas, demonstrando que o comércio exterior não é um bicho de sete cabeças, podendo alavancar os negócios e impulsionar o processo de inovação  empresarial.

Dentro deste principio é que será realizado o 1º Concex – Congresso de Comércio Exterior da Região Oeste, nos dias 11 e 12 novembro no Unifieo. Como preparação deste congresso, na Fundação Seade, tenho feito, com a participação generosa de colegas, alguns estudos sobre comércio exterior, especificamente, da região.

Constatou-se que entre 1999 e 2013 houve uma significativa evolução do comércio exterior nos municípios participantes do CIOESTE. As exportações cresceram 249% em dólares, enquanto as importações cresceram 265%. Estes percentuais, aparentemente semelhantes, envolvem valores absolutos bem díspares. Em termos absolutos, as importações em 2013 foram 278% acima das exportações, déficit na balança comercial regional de US $ 4.835 milhões de dólares. Com algum esforço para diminuição deste déficit já haveria um grande avanço das exportações regionais.

Como primeira conclusão pode-se afirmar que o potencial é enorme, os resultados também podem ser excelentes. O CICERO e o 1º CONCEX têm como proposta entrar nesta seara. Mostrar para as empresas da região que é possível a utilização do mercado internacional para o aumento da produtividade e da competitividade empresarial. O que permitirá aumento no lucro e crescimento do faturamento para as empresas que se internacionalizarem com reflexos quanto à evolução do emprego, crescimento do PIB e da arrecadação, gerando transbordamentos positivos para o conjunto da região.

Antônio Carlos Roxo, economista pela UFJF, mestre pela UFMG, doutor pela USP, é coordenador do curso de Comércio Exterior e Negócios Internacionais e membro fundador do Grupo de Estudos de Comércio Exterior e Relações Internacionais do UNIFIEO – GECEU.  É, também, analista da Fundação Seade e membro fundador do CICERO – Comitê de Incentivo ao Comércio Exterior da Região Oeste.

Fonte: http://www.aceo.com.br/noticias:regiao-do-cioeste–perspectivas-promissoras-para-o-comercio-exterior–