img-consorcio2

A região oeste da grande São Paulo é reconhecida pelas virtudes ímpares no cenário econômico da metrópole e do Estado. A projeção econômica dos últimos anos associada às práticas de sustentabilidade ambiental, social e cultural garantiu protagonismo nacional e internacional, que culminou com a integração cada vez maior entre as cidades.

Nesse contexto, em 2013, foi fundado o CIOESTE – Consórcio Intermunicipal da Região Oeste, reunindo um grupo de 10 cidades estratégicas para São Paulo e para o Brasil.

Formado pelos municípios de Barueri, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Jandira, Osasco, Pirapora do Bom Jesus, Santana de Parnaíba, Araçariguama e Vargem Grande Paulista, o CIOESTE responde por uma região que conta com mais de 2 milhões de habitantes distribuídos em uma área superior a 1.000 km². As cidades que integram o Cioeste contribuem com aproximadamente 3% do PIB Nacional e 10% do PIB estadual, consolidando-se como o maior consórcio intermunicipal do país em importância socioeconômica.

Para as cidades participantes, o consórcio foi um dos maiores acontecimentos dos últimos anos. As reuniões dos prefeitos são mensais e não há bandeira partidária que se sobressaia, o que favorece os projetos de mobilidade, saúde, cultura e demais setores para promover o progresso regional.

O trabalho do CIOESTE não se resume em reuniões entre prefeitos e assessores. O consórcio pode contratar, licitar, realizar obras e até captar recursos fora do país para os projetos em desenvolvimento.

Anualmente, a assembleia elege um dos prefeitos para ocupar a presidência e executar os projetos com o apoio da Secretaria Executiva, formada por corpo técnico habilitado para responder pelos aspectos operacionais do consórcio.

A principal meta do CIOESTE é estabelecer soluções regionais eficazes para questões locais, como a destinação de resíduos da construção, serviços da área de saúde, coordenação de defesa civil, mobilidade, campanhas contra endemias, entre outras.

A atuação do CIOESTE como espaço de articulação, mas também de avaliações, planejamentos e empreendimento de soluções regionais, vem se intensificando ao longo do tempo, ganhando mais força e produzindo resultados efetivos para os moradores das cidades participantes.