Campanha do Agasalho 2017 começa em municípios do Cioeste

Com a aproximação do inverno, os municípios do Cioeste (Consórcio Intermunicipal da Região Oeste Metropolitana de São Paulo) já estão dando início à edição 2017 da Campanha do Agasalho. Centenas de pontos de coleta têm sido distribuídos pela região, para que os munícipes doem roupas, cobertores e sapatos. A seguir, saiba mais sobre a organização da iniciativa em cada cidade.

Itapevi

itapevi

No município de Itapevi, a Campanha do Agasalho 2017 foi lançada no início do mês, com a meta de arrecadar 50 mil doações neste ano. Durante o evento de lançamento, que aconteceu no Salão Atenas, no Centro, e contou com a participação de mais de 300 pessoas, o número de doações ultrapassou duas mil peças.

Haverá cerca de 400 pontos de coleta espalhados por Itapevi ao longo da campanha, incluindo nos dois shoppings da cidade e em mais de 100 pontos de comércio. Também receberão as peças prédios públicos municipais e todas as unidades escolares da rede municipal de ensino.

O tema da iniciativa é “Tá frio, tá quentinho. Doe cobertores e agasalhos novos ou em bom estado de uso”.

Cotia

cotia

Com o mote “A solidariedade aquece. Doe um agasalho”, a campanha foi lançada em Cotia no final do mês de abril e possui cerca de 50 pontos de arrecadação distribuídos pela cidade, onde é possível doar roupas, calçados, cobertores e agasalhos.

O número de locais para doação está aumentando, na medida em que mais empresas, estabelecimentos comerciais e escolas abraçam a campanha. Para que locais como estes se tornem pontos de arrecadação, basta que entrem em contato por meio do telefone (11) 4703-3549 e solicitem uma caixa de coleta.

Barueri

barueri

Comandada pelo Fundo Social de Solidariedade, a Campanha do Agasalho 2017 começou cedo em Barueri, no mês de março. A abertura da ação social foi marcada por um desfile de moda, que aconteceu em Alphaville e reuniu lojistas da cidade em favor da causa.

O desfile arrecadou 327 peças, entre roupas e acessórios, para o bazar solidário realizado no dia 29 de abril em prol da campanha. O bazar, por sua vez, arrecadou R$ 37.319 em vendas, montante que será revertido para a compra de roupas novas a serem distribuídas ao longo da iniciativa.

Carapicuíba

carapicuíba

Os cantores da dupla sertaneja Zé Neto & Cristiano são os padrinhos da Campanha do Agasalho da cidade de Carapicuíba, lançada na manhã desta sexta-feira (12/05), na sede do Fundo Social de Solidariedade. “Meu único pedido: aquele agasalho guardado. Venha e doe comigo” é o tema da ação.

Santana de Parnaíba

santana

O prefeito de Santana de Parnaíba, Elvis Cezar, foi desafiado por sua esposa, Selma Cezar, a doar um agasalho para a Campanha do Agasalho 2017 de Santana de Parnaíba. O político aproveitou para desafiar o vice-prefeito da cidade, Oswaldo Luiz Borrelli, e todos os secretários de sua gestão a não só fazerem o mesmo, mas ainda desafiarem – cada um deles – mais duas pessoas para doarem agasalhos.

O prefeito convidou também os munícipes a entrarem no desafio e produzirem um vídeo chamando dois amigos para participarem da ação. “Quem doa aquece, quem recebe não esquece” é o mote da campanha.

Osasco

osasco

A Prefeitura de Osasco também já deu início à Campanha do Agasalho, com a chamada “Não feche seus olhos. Estenda sua mão e doe calor”. Há mais de 60 pontos de coleta na cidade.

Construída por jesuítas, Aldeia de Carapicuíba remete ao passado histórico do país

O centro histórico da cidade de Carapicuíba atrai diversos visitantes interessados em conhecer melhor o passado e a cultura indígenas. O espaço abriga uma das doze aldeias fundadas pelo padre José de Anchieta, por volta de 1580, quando o religioso espanhol chegou a São Paulo.

Anchieta criou aldeias, em volta do Mosteiro de São Bento, com a finalidade de catequizar os índios e mantê-los protegidos da escravidão. Por conta de seu difícil acesso, a Aldeia de Carapicuíba – situada a 20 quilômetros do centro de São Paulo – é a única que não foi destruída dentre as doze concebidas pelo padre. Considera-se atualmente que a sua fundação oficial data de 12 de outubro de 1580.

Marcada pela presença de uma igreja, construção principal do espaço, a aldeia também serviu no passado como abrigo para índios de outros locais, que resistiam à violenta investida dos bandeirantes, liderados pelo português Antonio Raposo Tavares. Sendo assim, os índios guaianás, que foram os primeiros a habitá-la, ofereceram amparo a grupos de indígenas como os guarulhos e os tupis.

aldeia

Espaço cultural

Vinte casinhas feitas de pau a pique e pintadas de azul e branco cercam a Aldeia de Carapicuíba. Algumas casas são o lar de famílias que vivem no local há pelo menos 300 anos, enquanto outras foram utilizadas pela prefeitura da cidade para instalar a Secretaria Municipal de Cultura e a Biblioteca Municipal Sarabaquê, onde é possível encontrar livros didáticos e de literatura.

Localizada ao lado da igreja está a Casa de Cultura, que concentra imagens, esculturas e artefatos antigos que remetem à história da aldeia, como quadros e cartões postais. Por sua vez, a capela Comunidade Santa Catarina, cuja construção data de 1736, recebe padres de locais diversos para a realização de missas.

No meio das construções na aldeia, está o pátio central, onde ficam dispostos bancos para descanso, coqueiros e uma cruz direcionada para a capela Comunidade Santa Catarina.

Apesar de a cidade de Carapicuíba ter se expandido com o tempo e possuir hoje quase 400 mil habitantes, as pessoas que vivem na aldeia seguem passando sua moradia de geração para geração. O espaço permite o resgate de parte da história do Brasil, que envolve indígenas, jesuítas, bandeirantes e a chegada de missões religiosas ao país.

Tombada pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), em 1940, a Aldeia de Carapicuíba é uma parada obrigatória para aqueles que desejam se aprofundar um pouco mais no passado histórico brasileiro.

Cioeste estabelece apoio com a Embaixada do Brasil em Berlim, na Alemanha

A equipe do Cioeste (Consórcio Intermunicipal da Região Oeste Metropolitana de São Paulo) foi recebida pela cioeste embaixada 2Embaixada do Brasil em Berlim, na Alemanha, nesta quarta-feira (3/05). A visita resultou na consolidação de um canal de apoio entre o consórcio e a delegação, com a finalidade de estimular o desenvolvimento econômico conjunto, além de possibilitar oportunidades de importação e exportação e atrair investimentos alemães para a região do consórcio.

O país europeu foi, em 2016, o quinto maior parceiro comercial do Brasil, ficando atrás apenas de China, Estados Unidos, Argentina e Países Baixos. Enquanto os principais artigos exportados pelo país latino-americano foram café, chá, mate e especiarias (que representaram 21,25% das exportações), os produtos alemães mais importados pelo Brasil foram caldeiras, máquinas, aparelhos e instrumentos mecânicos (25,05% das importações).

Há mais de 1.600 empresas alemãs instaladas no Brasil. A estimativa é de que a sua contribuição para o PIB industrial brasileiro fique em torno de 10%. Estão presentes, apenas no Estado de São Paulo, mais de 800 subsidiárias de empresas da Alemanha, responsáveis pela geração de mais de 250 mil empregos diretos. Além disso, a capital paulista é considerada a maior cidade industrial alemã fora da Alemanha.

Uma das razões de o Brasil ser um país atraente para investidores estrangeiros está no fato de o país possuir um dos maiores mercados consumidores do mundo, com uma população de 206,08 milhões de habitantes, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) de 2016. Nos últimos dez anos, houve a ascensão de 40 milhões de consumidores à classe média, fato que estimulou o crescimento em vários setores. O país é também a maior economia da América Latina.

Campanha #StrikeAedes chega ao fim, mas jogo continua disponível

Após cinco meses de ações contínuas para despertar o engajamento de adolescentes e jovens quanto ao combate contra o mosquito Aedes aegypti – transmissor de doenças como dengue, zika, chikungunya e, em áreas urbanas, febre amarela -, a campanha #StrikeAedes chegou ao fim. Mas, não se preocupe, pois no final do ano ela estará de volta. Afinal, é no verão que a proliferação do mosquito costuma ser mais intensa e as campanhas de conscientização, ainda mais necessárias.

Uma iniciativa do Cioeste (Consórcio Intermunicipal da Região Oeste Metropolitana de São Paulo), a campanha vem sendo realizada desde o fim do mês de novembro de 2016. Seu carro-chefe é um game educativo para smartphones, que consiste em um quiz com mais de mil perguntas, abordando as mais diversas áreas do conhecimento, com atenção especial para o enfrentamento ao Aedes aegypti. Desta forma, as perguntas contemplam métodos de prevenção contra o inseto, as características das doenças que transmite, o modo como se reproduz e os perigos de sua proliferação.

A cada semana, aqueles que se destacavam no ranking do game eram contemplados com prêmios especiais, desde que residissem nos municípios que integram o Cioeste (Barueri, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Jandira, Osasco, Pirapora do Bom Jesus e Santana de Parnaíba). O desafio apresentado pelo jogo e, claro, a premiação despertaram uma competição saudável entre os jogadores, sendo que todas as cidades do consórcio tiveram seus ganhadores: adultos e jovens de todos os gêneros e classes sociais.

Rodadas ao vivo do game, em que, ao responder a questões do quiz, aqueles que apresentavam um bom desempenho ganhavam prêmios – como camisetas e ingressos de cinema –tornaram-se uma constante ao longo da campanha, durante visitas de nossa equipe a escolas e ONGs nos municípios do Cioeste. Isso porque professores que entraram em contato com o jogo acharam a iniciativa interessante e apresentaram a brincadeira para seus alunos e escolas.

A campanha – que chegou a alcançar mais de 300 mil pessoas a partir das mídias sociais – terá agora uma pausa, o que significa que não haverá mais premiações àqueles que se destacarem no game ou ações para divulgação da iniciativa. Contudo, o jogo continuará disponível para download – tanto no Google Play quanto na App Store – e todos os interessados podem baixá-lo e se divertir enquanto testam os seus conhecimentos gerais.

Agradecemos pela participação de todos os jogadores. Continuem jogando e não deixem de acompanhar as redes sociais da campanha #StrikeAedes, pois em breve ela estará de volta, mais divertida e com vários prêmios!

Presidente do Cioeste fala sobre governança metropolitana no EMDS

O presidente do Cioeste, Elvis Leonardo Cezar, participou de um debate sobre consórcios públicos em regiões metropolitanas na última terça-feira (25/04), em uma das mesas do IV EMDS (Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável), evento bienal que reúne prefeitos, representantes do governo federal e gestores públicos de todo o país.

Proporcionando um ambiente para trocas de experiências, o encontro enriquece a discussão acerca de políticas públicas que tenham como foco o desenvolvimento local sustentável.

A finalidade da mesa foi discutir o modo como tem se sucedido o funcionamento dos consórcios públicos, abordando os programas e ações de interesse comum que eles viabilizam, as estratégias de governança que têm adotado, quais são seus modelos de financiamento e a busca destas associações por institucionalização.

Na terceira mesa organizada para tratar do tema, a ideia foi debater o valor agregado por um consórcio público à governança das regiões metropolitanas, levando em consideração a sua dinâmica. A mesa contou com moderação da coordenadora executiva do OCPF (Observatório dos Consórcios Públicos e do Federalismo), Marcela Cherubine.

Elvis Cezar – que, além de presidente do Cioeste, é prefeito do município de Santana de Parnaíba e presidente do Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana de São Paulo – ilustrou o debate com o exemplo do Cioeste (Consórcio Intermunicipal da Região Oeste Metropolitana de São Paulo).

O governante apontou uma das ações do consórcio, a compra de medicamentos conjunta para todos os municípios que o integram, que culminou em uma economia de 40% em relação ao valor pago se as prefeituras comprassem os remédios separadamente, para ilustrar os benefícios dos consórcios públicos. Ele falou ainda sobre o crescimento do Cioeste na região Oeste de São Paulo.

A professora Diana Mota, que foi também uma das debatedoras da mesa, endossou as vantagens dos consórcios públicos para as regiões metropolitanas, ressaltando o quão oportuna é a governança metropolitana interfederativa, isto é, o compartilhamento da administração pública entre os municípios.

EMDS

A quarta edição do EMDS foi realizada em Brasília, entre os dias 24 e 28 de abril. Diante da situação fiscal delicada dos municípios brasileiros, os debates apresentados no evento têm girado em torno do tema central “Reinventar o financiamento e a governança das cidades”.

As discussões foram norteadas por alguns eixos temáticos. Entre eles estão: repactuação federativa, consorciamento e desenvolvimento regional; serviços e políticas públicas como direitos da cidadania; agenda urbana global e mudanças climáticas; e incentivo à economia local, empreendedorismo, emprego e renda.

Cioeste firma parceria com a Área Metropolitana de Barcelona

No último dia 21 de abril, o Cioeste (Consórcio Intermunicipal da Região Oeste Metropolitana de São Paulo) firmou um acordo de cooperação inédito com a AMB (Área Metropolitana de Barcelona), para trocas de experiências em vistas a buscar o aperfeiçoamento da governança metropolitana, assim como compartilhamento de expertise em relação a projetos e programas das duas regiões.

A Área Metropolitana de Barcelona, conhecida também como Grande Barcelona, é uma entidade territorial administrada sob o princípio de municipalidade metropolitana. Formada por Barcelona e 35 municípios adjacentes ao redor da cidade, apresenta uma população de 3.239.337 habitantes, de acordo com dados do Idescat (Instituto de Estatística da Catalunha) de 2014.

O presidente do Cioeste, Elvis Leonardo Cezar, assinou o acordo junto ao vice-presidente da AMB. Durante a consolidação da parceria, Elvis afirmou que, em visita à Barcelona, a equipe do Cioeste teve a oportunidade de conhecer experiências avançadas em toda a região metropolitana da cidade e reforçou que o objetivo do acordo é possibilitar uma troca de experiências entre as iniciativas do Cioeste na região Oeste de São Paulo e a AMB.

“Vamos tentar fornecer alguma expertise da nossa região metropolitana, do nosso consórcio, da região metropolitana Oeste, fazendo esse acordo em que as regiões metropolitanas e o consórcio terão reciprocidade de cooperação, de conhecimento, de tecnologia, enfim, de tudo que possa melhorar a qualidade de vida do nosso povo”, afirmou o presidente do Cioeste.

A atuação da AMB é focada em três âmbitos: ordenação do território, urbanismo e infraestruturas de interesse metropolitano. Nestas frentes, a Área Metropolitana de Barcelona está envolvida em uma série de planos e projetos. Exemplos são seu papel na formulação e aprovação inicial e provisória dos programas de atuação urbanística plurimunicipais, assim como a cooperação e assistência técnica que oferece aos municípios em termos de planejamento, programas de ação, projetos e obras e disciplina urbanística.

 

Carapicuíba celebra 1º de maio com grande evento de música

A festa do Dia do Trabalhador, em Carapicuíba, será repleta de atrações musicais gratuitas nesta segunda-feira, dia 1º de maio. O evento, realizado no Parque do Planalto, apresentará grandes nomes do sertanejo e do pagode, como Zezé Di Camargo e Luciano e o grupo Turma do Pagode.

A partir das 14 horas, o público que é fã de sertanejo poderá aproveitar shows de celebrados artistas da cena brasileira. Bruno e Marrone, Maiara e Maraisa, João Bosco e Vinicius, Zé Neto e Cristiano, Bruninho e Davi, Everton e André, Jads e Jadson, Felipe Araújo, além da dupla Zezé Di Camargo e Luciano, subirão ao palco e cantarão os seus grandes sucessos.

E não para por aí. A atração também promete agradar aos que gostam de pagode, que poderão ver de perto não só a Turma do Pagode, mas também os grupos Bom Gosto e Sampa Crew, que apresentará os maiores hits de seus 30 anos de carreira, fortemente influenciados em ritmos como hip hop e soul.

Realizado em uma parceria entre a Prefeitura de Carapicuíba, o Shopping Plaza Carapicuíba e a rádio Tropical FM, a festa tem classificação livre. Para marcar presença, basta comparecer ao Parque do Planalto, localizado no número 40 da rua Serra de Mailasqui, no Jardim Planalto, em Carapicuíba.

Alunos do Projeto Âncora são apresentados à campanha #StrikeAedes

A equipe da campanha #StrikeAedes esteve em Cotia nesta quinta-feira (27/04), para divulgar a iniciativa entre os estudantes que frequentam o Projeto Âncora, uma escola de educação básica e ensino médio cuja proposta pedagógica encoraja a autonomia dos alunos no processo de aprendizagem.

Os estudantes do espaço – que, diariamente, encontram-se com um tutor ao chegarem na escola, para discutir o planejamento das atividades que realizarão durante o dia – foram apresentados à proposta da campanha #StrikeAedes, cujo principal objetivo é estimular o combate ao mosquito Aedes aegypti entre os jovens, e convidados a participar de uma rodada ao vivo do game educativo que faz parte da iniciativa.

Respondendo a perguntas sobre história, geografia, saúde, TV, cinema, futebol e uma série de outros assuntos abordados no quiz #StrikeAedes – que pode ser baixado pelo Google Play e pela App Store -, os alunos tiveram a oportunidade de testar os seus conhecimentos e saber mais a respeito do mosquito Aedes aegypti e das doenças que transmite, como dengue, zika, chikungunya e, em áreas urbanas, febre amarela.

Confira, a seguir, mais registros da atividade!

IMG_20170427_164018_322

 

 

18118733_1880110745592385_5370410950226867878_n

18119458_1880110828925710_153110627167592157_n

18119205_1880110785592381_7007138577839701349_n

20170427_160014

Pirapora do Bom Jesus e as origens do samba paulista

Pesquisadores e estudiosos que se propõem a analisar as origens do samba paulista voltam sempre sua atenção a um pequeno município localizado às margens do Rio Tietê, a 54 quilômetros da cidade de São Paulo: Pirapora do Bom Jesus. Repleta de manifestações culturais e religiosas construídas ao longo de sua história, e que atraem uma série de turistas para a região, a cidade recebeu a alcunha de berço do samba paulista.

Pirapora era, a princípio, uma fazenda que pertencia à Santana de Parnaíba. Foi em 1730 que sua história ganhou novos contornos, quando escravos encontraram uma imagem de Senhor Bom Jesus às margens do Tietê e a cidade foi fundada.

A partir do episódio, uma série de milagres foi atribuída ao santo, tornando o município um destino para diversos fiéis. Escravos de outras regiões acompanhavam senhores que iam ao local para buscar milagres ou pagar promessas. Começaram a surgir, nesta época, os encontros protagonizados por batuqueiros do interior de São Paulo. Isso porque, enquanto o senhorio prestava-se às atividades religiosas, os escravos se dedicavam aos batuques.

Com a abolição da escravatura em 1888, os ex-escravos e seus descendentes seguiram com as visitas à Pirapora do Bom Jesus quando havia as romarias. Foram construídos, então, no início do século 20, dois galpões para as pessoas que não tinham onde se hospedar. Desta forma, os brancos ficavam em pensões e hotéis e os negros, nestes galpões, conhecidos como “barracões”.

Grupo Samba de Roda preserva origens do samba de Pirapora.
Grupo Samba de Roda preserva origens do samba de Pirapora.

A aglutinação cultural dos costumes e músicas praticados pelos escravos libertos quando estavam nos barracões – onde faziam apresentações das formas de samba desenvolvidas em suas respectivas cidades – embalou o nascimento do samba paulista. Negros que vinham de Campinas, Capivari, Piracicaba, Sorocaba, Tietê, assim como de outras cidades do interior, praticavam o Samba Lenço, o Samba de Umbigada, o Tambu, o Samba Campineiro, entre outros estilos.

O bumbo, ou zabumba, passou a ser um instrumento de destaque nestes encontros, o que fez com que as denominações dos sambas praticados nos barracões fossem sintetizadas na expressão Samba de Bumbo, ou Samba de Pirapora.

A presença cada vez mais marcante dos batuqueiros em Pirapora tornou o pequeno município – que possui pouco mais de 100 quilômetros quadrados – um legítimo reduto do samba paulista, a partir das décadas de 1910 e 1920, sendo que os romeiros que visitavam a cidade passaram a se dividir entre os batuques e as celebrações religiosas.

Influenciando o samba da capital

O Samba de Bumbo praticado em Pirapora do Bom Jesus influenciou o samba realizado na capital do Estado de São Paulo, haja vista que vários de seus representantes, como o sambista Geraldo Filme, estiveram entre os frequentadores das festas religiosas de Pirapora. Considerado um dos maiores compositores de samba de São Paulo, Filme compôs o clássico “Batuque de Pirapora”: “Lá no barraco/ Tudo era alegria/ Nego batia na zabumba/ E o boi gemia/ Iniciado o neguinho/Num batuque de terreiro/ Samba de Piracicaba/ Tietê e campineiro”.

Outra personalidade do samba paulista que marcava presença nestes eventos era Dionísio Barbosa, fundador do primeiro grupo carnavalesco de São Paulo, o Grupo Barra Funda. Ele foi o primeiro a levar a grave sonoridade do bumbo para o carnaval de rua da capital paulista, na década de 1930. O instrumento passou depois a ser característica central nos cordões carnavalescos da cidade.

Hoje, Pirapora do Bom Jesus se tornou um dos principais destinos no Estado de São Paulo durante o carnaval. Os festejos nesta época do ano contam sempre com as clássicas marchinhas e o Samba de Bumbo.

A cidade possui ainda o Espaço Samba Vivo, conhecido também como Casa do Samba. Localizado no centro de Pirapora, o local apresenta uma exposição permanente sobre o samba paulista – com o registro de imagens das manifestações culturais na cidade – e propicia a reunião de grupos como o Samba de Roda, que honra a tradição dos batuqueiros em Pirapora do Bom Jesus.

O Samba de Roda é formado por cerca de 25 pessoas, todas nascidas em Pirapora. Os integrantes cresceram em meio à tradição do samba caipira, que carrega em sua essência ritmos africanos, dança e louvor ao santo padroeiro da cidade.

Dona Maria Esther é a puxadora do grupo. Com mais de 80 anos, ela sobrepõe a alegria do samba a quaisquer barreiras representadas pela idade. Foi esta jovial senhora, inclusive, que ajudou a fundar uma das mais antigas escolas de samba paulistanas, a Lavapés. Sem nunca perder o ânimo, ela continua participando ativamente dos desfiles de carnaval.

 

 

Campanha #StrikeAedes realiza atividade com crianças do Cepac Barueri

A campanha #StrikeAedes esteve no Cepac Barueri nesta segunda-feira (10/04). Funcionando desde 1993, o espaço atende 500 crianças e adolescentes, que encontram não só um meio de convívio social e fortalecimento de vínculos quando não estão na escola, como também desenvolvem habilidades – em aulas como de dança e inglês, por exemplo – e têm a oportunidade de se preparar para o mercado de trabalho a partir de um programa de aprendizagem profissional.

A partir de atividades lúdicas, os jovens que frequentam o Cepac Barueri puderam entrar em contato com a campanha e conhecer o game #StrikeAedes, que apresenta questões de conhecimentos gerais, além de perguntas voltadas para o combate ao Aedes aegypti e às doenças transmitidas pelo inseto – como dengue, zika, chikungunya e, em áreas urbanas, febre amarela.

17862712_1871007469836046_1072395252783575511_n

Como virou tradição nas visitas da campanha a escolas e ONGs, uma rodada ao vivo do game foi realizada com as crianças e os adolescentes do espaço. E, para entrar no espírito da Páscoa, aqueles que acertaram as perguntas propostas foram premiados com chocolates.

Quem também não poderia ter deixado de marcar presença durante as atividades é o ‘mosquitão’ do #StrikeAedes, que, ao contrário do mosquito da vida real, é bem intencionado e tem o único objetivo de ajudar a garotada a se conscientizar.

Iniciativa do Cioeste, o jogo foi desenvolvido especialmente para conscientizar o público mais jovem e que está sempre conectado a respeito do enfrentamento ao Aedes aegypti, despertando-o para a importância de seu papel cidadão nesta luta.

Confira mais fotos da ação no Cepac Barueri!

17862537_1871007119836081_5606249647781339963_n

17634761_1871007166502743_9062290995661893666_n

20170410_153907

20170410_153346

17757642_1871007363169390_3269331954834662845_n