maio 2017

Cioeste participa de congresso sobre cidades inteligentes

O Cioeste (Consórcio Intermunicipal da Região Oeste Metropolitana de São Paulo) está participando nesta semana do Smart City Business America Congress & Expo, evento voltado a apresentar soluções para centros urbanos que está reunindo mais de três mil pessoas – entre empresários, gestores públicos e privados – na Expo Unimed, em Curitiba (PR). Com participantes de dez países, o encontro acontece entre os dias 22 e 24 de maio.

Os temas abordados no evento, ao longo de 50 painéis, englobam sustentabilidade, sistemas colaborativos, mobilidade urbana, governança pública, energias renováveis, infraestrutura digital, segurança urbana, saúde, educação e tecnologia. Ao reunir tomadores de decisões, o encontro possibilita a formação de uma plataforma para a geração de negócios.

Com orientação business, o evento tem como finalidade acelerar o desenvolvimento das “smart cities” na América Latina, cujo mercado deve movimentar um trilhão de dólares na próxima década. Os palestrantes do congresso incluem gestores públicos, empresários e especialistas em questões ligadas às dinâmicas urbanas. Exemplos são o presidente da Motorola Solutions, Elton Borgonovo, e o deputado federal Vitor Lippi, presidente da Frente Parlamentar Mista das Cidades Inteligentes e Humanas.

Evento conta com mais de três mil participantes. Foto: Divulgação/ Facebook

Evento conta com mais de três mil participantes. Foto: Divulgação/ Facebook

Leopoldo de Albuquerque, presidente do Instituto Smart City Business, acredita que o evento possibilita uma oportunidade de apresentar ao poder público soluções eficientes de serviços básicos para os munícipes. Isso porque, a seu ver, enquanto prefeituras enfrentam problemas de financiamento, empresas estão dispostas a investir em cidades e oferecer soluções para as suas demandas.

O evento conta ainda com uma feira de prototipação, cujo objetivo é levar aos gestores públicos uma amostra de como determinados aspectos da gestão urbana podem ser aperfeiçoados a partir da aplicação de soluções tecnológicas já disponíveis no mercado, segundo Ricardo Bacellar, vice-presidente de prototipação do Instituto Smart City Business America.

Proporcionando a realização de debates relevantes e a geração de negócios, o evento é realizado pelo Instituto Smart City Business America, que procura criar ambientes de negócios para estimular o desenvolvimento das cidades por meio de soluções inteligentes.

Cioeste assina acordo de Desenvolvimento Econômico Sustentável com União Europeia

O vice-presidente do Cioeste e prefeito de Itapevi, Igor Soares, assinou um acordo inédito com a União Europeia nesta quarta-feira (17/05). A aliança representa uma oportunidade para que os municípios que integram o consórcio (Barueri, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Osasco, Pirapora do Bom Jesus e Santana de Parnaíba) realizem parcerias com países, cidades e regiões da Europa.

Com o acordo, o Cioeste passa a coordenar territorialmente o Pacto Global de Prefeitos pelo Clima e Energia, que reúne autoridades públicas regionais de todo o mundo concentradas em promover ações e iniciativas locais em prol do clima e do uso de energia sustentável, de acordo com objetivos traçados pela União Europeia.

A aliança possibilita ainda oportunidades de desenvolvimento e fomento de negócios sustentáveis para a região do consórcio. Desta forma, facilitará a busca por cooperação internacional e financiamento para a viabilização de projetos, a partir da integração dos municípios do Cioeste à rede do Pacto Global de Prefeitos.

Primeiro convênio desta natureza firmado pela União Europeia fora da Europa, o acordo é resultado do trabalho contínuo realizado pela equipe do Cioeste, durante dois anos. Neste período, o consórcio participou também de uma missão em Portugal e na Inglaterra (Reino Unido), a partir do Programa TAIEF, para conhecer os sistemas de produção de biodiesel empregados nestes locais.

Durante a ocasião, o Cioeste teve a oportunidade de firmar acordos de cooperação com dois consórcios europeus, o Lipor (Serviço Intermunicipalizado de Gestão de Resíduos do Grande Porto) e o Resíduos do Nordeste.

 

 

Cioeste participa de conferência global sobre práticas para limitar emissão de gases de efeito estufa

Entre os dias 2 e 6 de maio, a equipe do Cioeste (Consórcio Intermunicipal da Região Oeste Metropolitana de São Paulo) esteve em Berlim, na Alemanha, para participar da Conferência Global NDC 2017.

O evento teve como finalidade promover o compartilhamento de práticas – entre 250 representantes de agências-chave de fomento e desenvolvimento internacionais e de governos (centrais e subnacionais), de cerca de 60 países – relacionadas à implantação das Contribuições Nacionalmente Determinadas (NDCs, na sigla em inglês) e ao desenvolvimento de estratégias para limitar as emissões de gases de efeito estufa, tanto globalmente quanto nacionalmente.

A fim de abordar o tema integração subnacional, a equipe do consórcio participou de uma das sessões de “breakout” do evento, junto a representantes internacionais de outras associações públicas, como o Congope (Consórcio de Governos Autônomos Provinciais do Equador) e a Salga (Associação Governo Local Sul-Africano).

O debate apontou a necessidade de coordenação entre governos nacionais e subnacionais para que investimentos públicos sejam bem-sucedidos, destacando que governança multinível e colaboração intersetorial são fundamentais para a ordenação de estratégias eficientes para baixar as emissões de gases de efeito estufa.

Os participantes da sessão tiveram a oportunidade de compartilhar as suas experiências e ideias particulares quanto à construção de uma política climática e um caminho de ação para colocá-la em prática. Eles puderam apresentar também os conhecimentos práticos que possuem quanto a coordenação de uma governança multinível.

NDCs

As Contribuições Nacionalmente Determinadas são compromissos e contribuições voluntários assumidos por cada país a fim de que reduzam as suas emissões de gases de efeito estufa. As NDCs foram as bases do acordo negociado em Paris durante a Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas de 2015, a COP 21.

Desta forma, o encontro em Berlim permitiu a troca de expertise entre os participantes a respeito da governança integrada como esforço para contornar as mudanças climáticas, assim como a abordagem de questões ligadas a financiamento e transparência. Além disso, o evento teve como objetivo também possibilitar uma integração ou apoio entre iniciativas com a mesma finalidade e a interação de gestores públicos com representes do setor privado, capazes de apresentar outros caminhos possíveis para a implantação das NDCs.

Um dos patrocinadores do encontro, o LEDS GP reuniu ainda campeões no desenvolvimento de práticas de baixa emissão e profissionais de setores governamentais diversos para dividirem os conhecimentos que adquiriram.

A Conferência Global NDC 2017 foi recepcionada pelo Governo Federal da Alemanha, no Ministério Alemão do Meio Ambiente.

 

Campanha do Agasalho 2017 começa em municípios do Cioeste

Com a aproximação do inverno, os municípios do Cioeste (Consórcio Intermunicipal da Região Oeste Metropolitana de São Paulo) já estão dando início à edição 2017 da Campanha do Agasalho. Centenas de pontos de coleta têm sido distribuídos pela região, para que os munícipes doem roupas, cobertores e sapatos. A seguir, saiba mais sobre a organização da iniciativa em cada cidade.

Itapevi

itapevi

No município de Itapevi, a Campanha do Agasalho 2017 foi lançada no início do mês, com a meta de arrecadar 50 mil doações neste ano. Durante o evento de lançamento, que aconteceu no Salão Atenas, no Centro, e contou com a participação de mais de 300 pessoas, o número de doações ultrapassou duas mil peças.

Haverá cerca de 400 pontos de coleta espalhados por Itapevi ao longo da campanha, incluindo nos dois shoppings da cidade e em mais de 100 pontos de comércio. Também receberão as peças prédios públicos municipais e todas as unidades escolares da rede municipal de ensino.

O tema da iniciativa é “Tá frio, tá quentinho. Doe cobertores e agasalhos novos ou em bom estado de uso”.

Cotia

cotia

Com o mote “A solidariedade aquece. Doe um agasalho”, a campanha foi lançada em Cotia no final do mês de abril e possui cerca de 50 pontos de arrecadação distribuídos pela cidade, onde é possível doar roupas, calçados, cobertores e agasalhos.

O número de locais para doação está aumentando, na medida em que mais empresas, estabelecimentos comerciais e escolas abraçam a campanha. Para que locais como estes se tornem pontos de arrecadação, basta que entrem em contato por meio do telefone (11) 4703-3549 e solicitem uma caixa de coleta.

Barueri

barueri

Comandada pelo Fundo Social de Solidariedade, a Campanha do Agasalho 2017 começou cedo em Barueri, no mês de março. A abertura da ação social foi marcada por um desfile de moda, que aconteceu em Alphaville e reuniu lojistas da cidade em favor da causa.

O desfile arrecadou 327 peças, entre roupas e acessórios, para o bazar solidário realizado no dia 29 de abril em prol da campanha. O bazar, por sua vez, arrecadou R$ 37.319 em vendas, montante que será revertido para a compra de roupas novas a serem distribuídas ao longo da iniciativa.

Carapicuíba

carapicuíba

Os cantores da dupla sertaneja Zé Neto & Cristiano são os padrinhos da Campanha do Agasalho da cidade de Carapicuíba, lançada na manhã desta sexta-feira (12/05), na sede do Fundo Social de Solidariedade. “Meu único pedido: aquele agasalho guardado. Venha e doe comigo” é o tema da ação.

Santana de Parnaíba

santana

O prefeito de Santana de Parnaíba, Elvis Cezar, foi desafiado por sua esposa, Selma Cezar, a doar um agasalho para a Campanha do Agasalho 2017 de Santana de Parnaíba. O político aproveitou para desafiar o vice-prefeito da cidade, Oswaldo Luiz Borrelli, e todos os secretários de sua gestão a não só fazerem o mesmo, mas ainda desafiarem – cada um deles – mais duas pessoas para doarem agasalhos.

O prefeito convidou também os munícipes a entrarem no desafio e produzirem um vídeo chamando dois amigos para participarem da ação. “Quem doa aquece, quem recebe não esquece” é o mote da campanha.

Osasco

osasco

A Prefeitura de Osasco também já deu início à Campanha do Agasalho, com a chamada “Não feche seus olhos. Estenda sua mão e doe calor”. Há mais de 60 pontos de coleta na cidade.

Construída por jesuítas, Aldeia de Carapicuíba remete ao passado histórico do país

O centro histórico da cidade de Carapicuíba atrai diversos visitantes interessados em conhecer melhor o passado e a cultura indígenas. O espaço abriga uma das doze aldeias fundadas pelo padre José de Anchieta, por volta de 1580, quando o religioso espanhol chegou a São Paulo.

Anchieta criou aldeias, em volta do Mosteiro de São Bento, com a finalidade de catequizar os índios e mantê-los protegidos da escravidão. Por conta de seu difícil acesso, a Aldeia de Carapicuíba – situada a 20 quilômetros do centro de São Paulo – é a única que não foi destruída dentre as doze concebidas pelo padre. Considera-se atualmente que a sua fundação oficial data de 12 de outubro de 1580.

Marcada pela presença de uma igreja, construção principal do espaço, a aldeia também serviu no passado como abrigo para índios de outros locais, que resistiam à violenta investida dos bandeirantes, liderados pelo português Antonio Raposo Tavares. Sendo assim, os índios guaianás, que foram os primeiros a habitá-la, ofereceram amparo a grupos de indígenas como os guarulhos e os tupis.

aldeia

Espaço cultural

Vinte casinhas feitas de pau a pique e pintadas de azul e branco cercam a Aldeia de Carapicuíba. Algumas casas são o lar de famílias que vivem no local há pelo menos 300 anos, enquanto outras foram utilizadas pela prefeitura da cidade para instalar a Secretaria Municipal de Cultura e a Biblioteca Municipal Sarabaquê, onde é possível encontrar livros didáticos e de literatura.

Localizada ao lado da igreja está a Casa de Cultura, que concentra imagens, esculturas e artefatos antigos que remetem à história da aldeia, como quadros e cartões postais. Por sua vez, a capela Comunidade Santa Catarina, cuja construção data de 1736, recebe padres de locais diversos para a realização de missas.

No meio das construções na aldeia, está o pátio central, onde ficam dispostos bancos para descanso, coqueiros e uma cruz direcionada para a capela Comunidade Santa Catarina.

Apesar de a cidade de Carapicuíba ter se expandido com o tempo e possuir hoje quase 400 mil habitantes, as pessoas que vivem na aldeia seguem passando sua moradia de geração para geração. O espaço permite o resgate de parte da história do Brasil, que envolve indígenas, jesuítas, bandeirantes e a chegada de missões religiosas ao país.

Tombada pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), em 1940, a Aldeia de Carapicuíba é uma parada obrigatória para aqueles que desejam se aprofundar um pouco mais no passado histórico brasileiro.

Cioeste estabelece apoio com a Embaixada do Brasil em Berlim, na Alemanha

A equipe do Cioeste (Consórcio Intermunicipal da Região Oeste Metropolitana de São Paulo) foi recebida pela cioeste embaixada 2Embaixada do Brasil em Berlim, na Alemanha, nesta quarta-feira (3/05). A visita resultou na consolidação de um canal de apoio entre o consórcio e a delegação, com a finalidade de estimular o desenvolvimento econômico conjunto, além de possibilitar oportunidades de importação e exportação e atrair investimentos alemães para a região do consórcio.

O país europeu foi, em 2016, o quinto maior parceiro comercial do Brasil, ficando atrás apenas de China, Estados Unidos, Argentina e Países Baixos. Enquanto os principais artigos exportados pelo país latino-americano foram café, chá, mate e especiarias (que representaram 21,25% das exportações), os produtos alemães mais importados pelo Brasil foram caldeiras, máquinas, aparelhos e instrumentos mecânicos (25,05% das importações).

Há mais de 1.600 empresas alemãs instaladas no Brasil. A estimativa é de que a sua contribuição para o PIB industrial brasileiro fique em torno de 10%. Estão presentes, apenas no Estado de São Paulo, mais de 800 subsidiárias de empresas da Alemanha, responsáveis pela geração de mais de 250 mil empregos diretos. Além disso, a capital paulista é considerada a maior cidade industrial alemã fora da Alemanha.

Uma das razões de o Brasil ser um país atraente para investidores estrangeiros está no fato de o país possuir um dos maiores mercados consumidores do mundo, com uma população de 206,08 milhões de habitantes, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) de 2016. Nos últimos dez anos, houve a ascensão de 40 milhões de consumidores à classe média, fato que estimulou o crescimento em vários setores. O país é também a maior economia da América Latina.

Campanha #StrikeAedes chega ao fim, mas jogo continua disponível

Após cinco meses de ações contínuas para despertar o engajamento de adolescentes e jovens quanto ao combate contra o mosquito Aedes aegypti – transmissor de doenças como dengue, zika, chikungunya e, em áreas urbanas, febre amarela -, a campanha #StrikeAedes chegou ao fim. Mas, não se preocupe, pois no final do ano ela estará de volta. Afinal, é no verão que a proliferação do mosquito costuma ser mais intensa e as campanhas de conscientização, ainda mais necessárias.

Uma iniciativa do Cioeste (Consórcio Intermunicipal da Região Oeste Metropolitana de São Paulo), a campanha vem sendo realizada desde o fim do mês de novembro de 2016. Seu carro-chefe é um game educativo para smartphones, que consiste em um quiz com mais de mil perguntas, abordando as mais diversas áreas do conhecimento, com atenção especial para o enfrentamento ao Aedes aegypti. Desta forma, as perguntas contemplam métodos de prevenção contra o inseto, as características das doenças que transmite, o modo como se reproduz e os perigos de sua proliferação.

A cada semana, aqueles que se destacavam no ranking do game eram contemplados com prêmios especiais, desde que residissem nos municípios que integram o Cioeste (Barueri, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Jandira, Osasco, Pirapora do Bom Jesus e Santana de Parnaíba). O desafio apresentado pelo jogo e, claro, a premiação despertaram uma competição saudável entre os jogadores, sendo que todas as cidades do consórcio tiveram seus ganhadores: adultos e jovens de todos os gêneros e classes sociais.

Rodadas ao vivo do game, em que, ao responder a questões do quiz, aqueles que apresentavam um bom desempenho ganhavam prêmios – como camisetas e ingressos de cinema –tornaram-se uma constante ao longo da campanha, durante visitas de nossa equipe a escolas e ONGs nos municípios do Cioeste. Isso porque professores que entraram em contato com o jogo acharam a iniciativa interessante e apresentaram a brincadeira para seus alunos e escolas.

A campanha – que chegou a alcançar mais de 300 mil pessoas a partir das mídias sociais – terá agora uma pausa, o que significa que não haverá mais premiações àqueles que se destacarem no game ou ações para divulgação da iniciativa. Contudo, o jogo continuará disponível para download – tanto no Google Play quanto na App Store – e todos os interessados podem baixá-lo e se divertir enquanto testam os seus conhecimentos gerais.

Agradecemos pela participação de todos os jogadores. Continuem jogando e não deixem de acompanhar as redes sociais da campanha #StrikeAedes, pois em breve ela estará de volta, mais divertida e com vários prêmios!

Presidente do Cioeste fala sobre governança metropolitana no EMDS

O presidente do Cioeste, Elvis Leonardo Cezar, participou de um debate sobre consórcios públicos em regiões metropolitanas na última terça-feira (25/04), em uma das mesas do IV EMDS (Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável), evento bienal que reúne prefeitos, representantes do governo federal e gestores públicos de todo o país.

Proporcionando um ambiente para trocas de experiências, o encontro enriquece a discussão acerca de políticas públicas que tenham como foco o desenvolvimento local sustentável.

A finalidade da mesa foi discutir o modo como tem se sucedido o funcionamento dos consórcios públicos, abordando os programas e ações de interesse comum que eles viabilizam, as estratégias de governança que têm adotado, quais são seus modelos de financiamento e a busca destas associações por institucionalização.

Na terceira mesa organizada para tratar do tema, a ideia foi debater o valor agregado por um consórcio público à governança das regiões metropolitanas, levando em consideração a sua dinâmica. A mesa contou com moderação da coordenadora executiva do OCPF (Observatório dos Consórcios Públicos e do Federalismo), Marcela Cherubine.

Elvis Cezar – que, além de presidente do Cioeste, é prefeito do município de Santana de Parnaíba e presidente do Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana de São Paulo – ilustrou o debate com o exemplo do Cioeste (Consórcio Intermunicipal da Região Oeste Metropolitana de São Paulo).

O governante apontou uma das ações do consórcio, a compra de medicamentos conjunta para todos os municípios que o integram, que culminou em uma economia de 40% em relação ao valor pago se as prefeituras comprassem os remédios separadamente, para ilustrar os benefícios dos consórcios públicos. Ele falou ainda sobre o crescimento do Cioeste na região Oeste de São Paulo.

A professora Diana Mota, que foi também uma das debatedoras da mesa, endossou as vantagens dos consórcios públicos para as regiões metropolitanas, ressaltando o quão oportuna é a governança metropolitana interfederativa, isto é, o compartilhamento da administração pública entre os municípios.

EMDS

A quarta edição do EMDS foi realizada em Brasília, entre os dias 24 e 28 de abril. Diante da situação fiscal delicada dos municípios brasileiros, os debates apresentados no evento têm girado em torno do tema central “Reinventar o financiamento e a governança das cidades”.

As discussões foram norteadas por alguns eixos temáticos. Entre eles estão: repactuação federativa, consorciamento e desenvolvimento regional; serviços e políticas públicas como direitos da cidadania; agenda urbana global e mudanças climáticas; e incentivo à economia local, empreendedorismo, emprego e renda.

Cioeste firma parceria com a Área Metropolitana de Barcelona

No último dia 21 de abril, o Cioeste (Consórcio Intermunicipal da Região Oeste Metropolitana de São Paulo) firmou um acordo de cooperação inédito com a AMB (Área Metropolitana de Barcelona), para trocas de experiências em vistas a buscar o aperfeiçoamento da governança metropolitana, assim como compartilhamento de expertise em relação a projetos e programas das duas regiões.

A Área Metropolitana de Barcelona, conhecida também como Grande Barcelona, é uma entidade territorial administrada sob o princípio de municipalidade metropolitana. Formada por Barcelona e 35 municípios adjacentes ao redor da cidade, apresenta uma população de 3.239.337 habitantes, de acordo com dados do Idescat (Instituto de Estatística da Catalunha) de 2014.

O presidente do Cioeste, Elvis Leonardo Cezar, assinou o acordo junto ao vice-presidente da AMB. Durante a consolidação da parceria, Elvis afirmou que, em visita à Barcelona, a equipe do Cioeste teve a oportunidade de conhecer experiências avançadas em toda a região metropolitana da cidade e reforçou que o objetivo do acordo é possibilitar uma troca de experiências entre as iniciativas do Cioeste na região Oeste de São Paulo e a AMB.

“Vamos tentar fornecer alguma expertise da nossa região metropolitana, do nosso consórcio, da região metropolitana Oeste, fazendo esse acordo em que as regiões metropolitanas e o consórcio terão reciprocidade de cooperação, de conhecimento, de tecnologia, enfim, de tudo que possa melhorar a qualidade de vida do nosso povo”, afirmou o presidente do Cioeste.

A atuação da AMB é focada em três âmbitos: ordenação do território, urbanismo e infraestruturas de interesse metropolitano. Nestas frentes, a Área Metropolitana de Barcelona está envolvida em uma série de planos e projetos. Exemplos são seu papel na formulação e aprovação inicial e provisória dos programas de atuação urbanística plurimunicipais, assim como a cooperação e assistência técnica que oferece aos municípios em termos de planejamento, programas de ação, projetos e obras e disciplina urbanística.