loading

Conheça Alphavalley!


Alphavalley é um ecossistema de startups, empreendedores e outros agentes que possuem empresas de base tecnológica ou trabalham no fomento de novos negócios como coworkings, associações, ONGs, etc, localizado na região de Alphaville – SP.

Surgiu em 2019, por meio de encontros informais entre startups e empreendedores locais e possui, hoje, mais de 150 membros ativos e é reconhecido no mapa da inovação no estado de São Paulo.  

O Cioeste possui uma atuação como catalisador desse ecossistema, que possui 4 pilares de atuação:

– Formação de talentos;

– Cultura empreendedora; 

– Acesso ao mercado; 

– Acesso ao capital.

Confira abaixo a entrevista que fizemos com o idealizador e co-organizador Bernardo Nunes.

1 – Como surgiu a ideia de criar o Alphavalley?      

R:Logo quando me mudei de São Paulo para Alphaville Barueri para trabalhar em uma empresa de tecnologia, senti falta da proximidade de demais colegas e empreendedores o qual estava habituado a me relacionar e dos impactos positivos dessas conexões como ocorre em ecossistemas como da Zero Onze (São Paulo, SP), San Pedro Valley (Belo Horizonte, MG), Silicon Valley (California-USA) dentre muitos outros por aí. Logo após conhecer um empreendedor que era meu vizinho de porta, descobri que não era a ausência deles que estávamos passando na região, afinal, o networking estava logo ali! A necessidade em encontrar o público empreendedor e de profissionais de tecnologia e conectá-los resultou com que trouxéssemos a ideia de ecossistema para Alphaville, criando assim o Alphavalley. 

2- A pandemia se tornou uma oportunidade para as iniciativas do Alphavalley?

R: A pandemia tem sido um momento o qual tem exigido muito de todos os voluntários e membros do ecossistema, uma vez que precisaram voltar a sua atenção para seus familiares e negócios impactados pelo momento. Além do fato da pandemia ter inviabilizado o nosso principal motor de crescimento de membros, os meetups (de 2019 para 2020 saltamos de 10 membros para mais de 150 realizando em média 6 meetups). Mesmo assim, pudemos inovar e juntos criamos uma série de recursos online como um novo canal no youtube e podcast com empreendedores fundadores de startups do ecossistema – o Alphavalley Cast -, retomada do nosso blog e ainda o re-lançamento do nosso site com um catálogo online de startups e agentes relacionados ao ecossistema. 

3- Como foi lidar com essa transformação que ocorreu no mercado? Como vocês vêem o impacto da revolução digital e implantação do home office no mercado?  

R: O impacto ocasionado pela implementação do home office teve reflexos variados entre as empresas e startups do nosso ecossistema. Tivemos casos desde entrega de escritórios, corte temporário de atividades presenciais e em alguns casos, poucas mudanças, tendo em vista que há atores já neste modelo desde antes mesmo da quarentena. O momento o qual estamos vivendo nos apresentou um novo panorama o qual traz novas soluções em diversas esferas e essa aproximação, mesmo que temporária, nos deixará com novas perspectivas e opiniões e mais inclinados em adotá-las posteriormente à pandemia, como acredito ser o caso do home office. 

4- Quais os maiores desafios que vocês tem verificado ao atuar nos pilares para fomentar o ecossistema (formação de talentos, cultura empreendedora, acesso ao mercado, acesso ao capital)?

R: O Alphavalley encontra os desafios ainda de um ecossistema novo (surgimos no final de 2018, tendo as primeiras ações no início de 2019), isto é, encontrar novos membros e voluntários dispostos a desenvolverem iniciativas para os demais membros. Outro desafio é o reflexo de estarmos em uma região com negócios mais maduros (pequenas e médias empresas), acabando nos afastando um pouco do empreendedor que está passando pelo processo de ideação/modelagem ou que está procurando o product market fit. Este por sua vez acaba ficando mais oculto.

5- Como os empreendedores da região estão respondendo às iniciativas do Alphavalley?

R: Apesar de estarmos realizando em 2020 ações onlines, diferente de 2019 na qual nos baseamos 99% em ações presenciais, os membros continuam engajados às iniciativas se conectando e relacionando, além de estarem se envolvendo com as nossas ações online as quais citei anteriormente.  

6- O Alphavalley sai da pandemia melhor estruturado e reforçado para fomentar o ecossistema?

R: Tenho certeza que sim! Somos um ecossistema que respira e vive a cultura empreendedora e se há algo que sabemos sobre esta cultura é que estamos prontos para desafios e sempre saímos mais fortes. 

7- Quais são os próximos objetivos do Alphavalley?  

R: As nossas pautas de ação (falando do apoio institucional do Alphavalley) está em apoiar nossos membros dentro de nossos quatro pilares e consequentemente, encontrar novos membros para serem atingidos por eles. Nosso desafio para 2021 é ser cada vez mais significativo para nossos membros e encontrarmos cada vez mais startups que estão pela região que ainda não tiveram contato com o Alphavalley. Estamos muito interessados também em localizar e promover grupos e comunidades que possuem atuação nos nossos pilares. 

Para mais informações, acesse o portal do Alphavalley.

Comments are disabled.