Encontro estadual de Gênero do CIOESTE promove diálogos entre governos federal, estadual e Consórcios da região


Na quarta-feira, 29/3, aconteceu o Encontro Estadual da Câmara Técnica de Gênero do CIOESTE, no Teatro Municipal de Osasco, sob a coordenação da assistente social Luciana Ribeiro, cujo tema foi: “Políticas públicas para mulheres, um resgate e perspectiva do cenário nacional, estadual e regional”. O encontro contou com 3 painéis temáticos, mediados pela jornalista do portal UOL Camila Brandalise, especialista em gênero.

O evento contou com a presença de autoridades do governo federal, estadual e das cidades que compõem o Consórcio, entre elas, a secretária Estadual de Políticas para a Mulher, Sonaira Fernandes; a diretora de Proteção de Direitos do Ministério das Mulheres, Aline Yamamoto; a secretária Executiva de Políticas para Mulheres e Promoção da Diversidade de Osasco, Débora Lapas; a vice-prefeita de Osasco Ana Maria Rossi; a vice-prefeita de Cotia ngela Maluf; a assistente social Letícia Martins da prefeitura de Itapevi, Ana Cláudia Victoriano, coordenadora da Rede Mulher Barueri, Carlos Abrão, diretor de Projetos e Programas do CIOESTE e a assessora Letícia Galdino, entre outras autoridades.

Entre as pautas, as participantes arrebataram a questão do aumento da violência contra mulher, criança, mulheres pretas e trans, entre outros, além de destacarem as políticas públicas e conquistas que foram implementadas nas 3 esferas de poder, entre elas, pelo CIOESTE, a implantação da Casa Abrigo e a perspectiva de implantação da Casa de Passagem Regional.
Em um discurso bastante emocionado, Angela Maluf relatou sobre sua história de vida. “Temos que ocupar espaços onde ninguém chega, para construirmos um território mais justo”, destacou a secretária de Direitos Humanos, Cidadania e da Mulher de Cotia.

Aline Yamamoto falou sobre as ações anunciadas pelo governo federal no início de março, que representam R$ 956 milhões do orçamento de 2023, para enfrentamento à violência contra as mulheres. As medidas foram fruto de quase 60 dias de pactuação com os diversos Ministérios do Governo Federal, bancos públicos e outros órgãos, como a Controladoria Geral da União, a Escola Nacional de Administração Pública (Enap). Assim como, do diálogo com o movimento de mulheres. Foi proposto pelo governo federal um pacto com a sociedade para enfrentamento em conjunto contra a misoginia. O terceiro painel trouxe uma fala técnica e qualificada sobre a importância do trabalho dos Consórcios na efetivação de políticas públicas regionais.

PERSONALIDADES

Também compareceram ao evento, as vereadoras Elsa Oliveira e Juliana do Ativoz (Osasco), Camila Godoy (Itapevi), o vereador Gino Mariano; o secretário de Assistência Social de Osasco José Carlos Vido; Rodrigo de Freitas do coordenador da Câmara Técnica do CONDEMAT; a secretária-adjunta de Direitos Humanos de Cotia, Olympia Navasques; o presidente do Instituto IPEM Bonfilio Ferreira; A presidente da OAB de Osasco, Maria José; a presidente do Conselho dos Direitos da Mulher de Osasco, Carol Cerqueira; a presidente do Conselho dos Direitos da Mulher de São Roque, Rafaela Mendes; Gabriela Andrade, representando a deputada federal Renata Abreu do Podemos; a secretária-adjunta de Assistência Social de Vargem Grande Paulista, Rosilane Pyramo; o secretário da secretaria Executiva da Pessoa com Deficiência de Osasco, Salomão Junior; a secretária Executiva de Políticas para Promoção da Igualdade Racial Amanda França, o reitor da Universidade Anhanguera, Alexy Carvalho; Sabrina Siqueira Barros, presidente da Comissão da Mulher da OAB de Carapicuíba; Tânia Sales representando a ACEO Mulher, Adriano de Toledo, representando o Consórcio de Desenvolvimento dos municípios do Alto Tietê); a assistente Vanice Alves de Jandira; Simone Carvalho, diretora de Patrimônio da prefeitura de Osasco, entre outras;

Comments are disabled.