loading

caf

Cioeste apresenta estudo inédito na região aos integrantes do consórcio

Após estudo de impacto de vulnerabilidade climática, o Cioeste (Consórcio Intermunicipal da Região Oeste Metropolitana de São Paulo) promoveu uma reunião entre os prefeitos que compõem o consórcio e o diretor executivo da CAF (Banco de Desenvolvimento da América Latina), Victor Rico. O encontro foi realizado com o objetivo de tratar da viabilização de empréstimos da instituição financeira para a execução de projetos de obras em áreas de vulnerabilidade social.

Comandada pelo presidente do consórcio, Elvis Cezar, a reunião contou com a presença dos prefeitos Rogério Lins (Osasco), Josué Ramos (Vargem Grande Paulista), Rogério Franco (Cotia), Paulo Barufi (Jandira), Marcos Neves (Carapicuíba) e Dany Wilian Floresti (Pirapora do Bom Jesus). Os demais prefeitos mandaram representantes. Estiveram presentes também os secretários dos municípios.

cioeste2

Conforme estudo de uma consultoria promovida pelo Cioeste, foi realizado um diagnóstico das áreas de vulnerabilidade social de cada município da Região Oeste da Grande São Paulo. Agora, de posse deste estudo, os prefeitos irão priorizar as necessidades e, com os seus técnicos, elaborar os projetos que deverão ser aprovados pelas respectivas Câmaras Municipais.

Como tratam-se de empréstimos estrangeiros, os mesmos terão de ser avaliados e aprovados pelo Senado da República. Segundo o presidente do Cioeste, Elvis Cezar, a linha de crédito da CAF parte do patamar de R$ 40 milhões, a juros que variam de 3 a 4% ao ano. “São condições excelentes de financiamento para as nossas cidades resolverem muitos problemas sociais e ajudarem a nossa população”, disse Cezar.

cioeste3

Fotos: Sérgio Gobatti

Workshop do Cioeste discute criação de índice de vulnerabilidade às mudanças climáticas para municípios

Nesta quarta-feira (8/02), o Cioeste (Consórcio Intermunicipal da Região Oeste Metropolitana de São Paulo) realiza um workshop para discutir a implementação de um índice de vulnerabilidade às mudanças climáticas para os municípios que compõem o consórcio.

O evento apresentará o andamento do projeto, que está em fase de concepção, levantando um debate a respeito de possíveis medidas de adaptação para que seu Plano de Ação seja executado.

Uma avaliação será realizada no início do encontro para abordar a maneira como as ações devem ser priorizadas, levando em consideração alguns critérios para a sua execução, como os benefícios sociais e ambientais que trariam para os municípios, os custos que acarretariam e a possibilidade de que fossem replicadas em outras regiões do país.

Workshop debate medidas preventivas às mudanças climáticas nos municípios do Cioeste.

Workshop debate medidas preventivas às mudanças climáticas nos municípios do Cioeste.

Discutir as mudanças climáticas é imprescindível e urgente neste momento, em que presenciamos o aumento da temperatura média global. Dados da Organização Meteorológica Mundial divulgados em novembro de 2016 indicam que as mudanças climáticas aumentaram a frequência de fenômenos meteorológicos extremos, como secas e ondas de calor, entre 2011 e 2015.

Sendo assim, a partir de projeções climáticas realizadas em âmbito regional, por exemplo, ações de adaptação podem ser adotadas para diminuir a vulnerabilidade dos sistemas naturais e humanos diante de possíveis mudanças do clima. E é aí que está a importância da iniciativa do Cioeste de debater este assunto.

Realizado em parceria com o Banco de Desenvolvimento Econômico da América Latina (CAF) e a partir da consultoria do Factor CO2 – uma organização global que já atuou em mais de 40 países, oferecendo respaldo profissional em relação à questão das mudanças climáticas –, o workshop acontecerá em Barueri e contará com a realização de uma dinâmica que irá dividir os participantes em grupos. O objetivo é proporcionar o relacionamento e a troca de informações entre instituições e pessoas das secretarias municipais convidadas, que têm as suas áreas de atuação relacionadas ao tema do encontro.

Cada grupo terá um mediador e um porta-voz, que serão úteis para facilitar a condução do debate e apresentar as conclusões levantadas por meio da articulação de ideias das equipes formadas. O trabalho em grupo terá uma hora e meia de duração e será conduzido pelo Factor CO2.

Participantes

O workshop realizado pelo Cioeste contará com representantes políticos e técnicos do consórcio – que atuam em Secretarias como as de Planejamento e Desenvolvimento Urbano, Saúde, Desenvolvimento Econômico, Desenvolvimento Social e Recursos Naturais e do Ambiente –, além de representação da Emplasa (Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano S.A), da Secretaria Estadual do Meio Ambiente de São Paulo, da Defesa Civil do Estado, do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) e do Cemaden (Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais).

IMG-20170309-WA0013

Workshop debate medidas preventivas às mudanças climáticas nos municípios do Cioeste.

Experiência em Múrcia

Em 2015, o Factor CO2 deu início a um projeto no município de Múrcia, na Espanha, para analisar projeções climáticas para a cidade e avaliar a vulnerabilidade da região a possíveis mudanças no clima.

Com base em dados meteorológicos de Múrcia nas diferentes estações do ano, projeções climáticas específicas para a região vêm sendo desenvolvidas. A ideia é que a interpretação das informações obtidas permita uma análise de risco para o clima no município.

Os dados possibilitam a identificação dos setores-chave na cidade que poderiam propiciar a ocorrência de mudanças climáticas. Desta forma, para uma melhor adoção de medidas preventivas, os resultados obtidos para cada um destes setores serão posteriormente contrastados com diferentes áreas, em várias sessões de trabalho no município.